Um espaço pensado para compartilhar conhecimento e assuntos relacionados ao universo têxtil, moda, tendências, tecnologias, novidades e tudo o que envolve o dia a dia de quem produz confeccionados. Informações de mercado, publicações segmentadas, entrevistas e insights que podem ajudar a sua empresa a melhorar ainda mais os seus resultados.

SEMANA DE 22: CENTENÁRIO DO MODERNISMO NO BRASIL

Neste mês de fevereiro nosso país está celebrando o centenário da Semana de Arte Moderna de 1922, um marco para a cultura brasileira. Organizado pelos artistas Mário de Andrade, Anita Malfatti, Menotti Del Picchia, Oswald de Andrade e Tarsila do Amaral, o evento consolidou o estilo modernista no Brasil e foi o primeiro passo no fortalecimento do DNA cultural e estético genuinamente brasileiros, uma das bases para a linguagem da nossa moda autoral contemporânea.

@tarsiladoamaraloficial

Em 1922 ainda não se discutia a importância da Moda como expressão social e individual e talvez por isso as influências do estilo de vestir dos protagonistas do evento eram 100% europeias, um contrassenso ao discurso nacionalista impregnado no movimento Dos modernistas brasileiros. Enquanto Tarsila do Amaral era amiga íntima do estilista francês Paul Poiret e importou para cá as últimas tendências de Paris, Oswald de Andrade incluiu em seu guarda-roupa itens esportivos e cores chamativas das artes futuristas.

 

Os itens chiques e sofisticados para os brasileiros daquela época, da moda à decoração, tinham de ter procedência internacional – uma mentalidade que ainda persiste, mas vem sendo pouco a pouco diluída com o redescobrimento e valorização das nossas tradições artesanais e estéticas endêmicas. E agora, um século depois, a Indústria da Moda observa as tendências internacionais coincidentemente segundo a proposta do Manifesto Antropofágico de Andrade: digerindo-as e adaptando-as para o nosso mercado. É a aplicação do lendário “Tupi or not Tupi”!

Não se tem referências literais de criações de Moda na Semana de 22, mas, sendo um dos principais movimentos culturais do Brasil, seu impacto é perene em estampas, silhuetas, styling e especialmente na maneira de pensar e produzir a Moda Autoral Brasileira. O resgate das nossas linguagens genuínas é o grande diferencial dos nossos artigos de Moda mais preciosos.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.