Um espaço pensado para compartilhar conhecimento e assuntos relacionados ao universo têxtil, moda, tendências, tecnologias, novidades e tudo o que envolve o dia a dia de quem produz confeccionados. Informações de mercado, publicações segmentadas, entrevistas e insights que podem ajudar a sua empresa a melhorar ainda mais os seus resultados.

O CORPO DAS BRASILEIRAS

Mulheres curvilíneas na casa dos 30 anos são a prova da necessidade urgente da padronização dos tamanhos do vestuário brasileiro, um tema que vem se desenrolando há quase uma década com o envolvimento dos principais órgãos do país. A abertura do mercado nacional para fast fashions e a valorização da diversidade tornaram a moda brasileira mais democrática nos últimos dez anos, ampliando as opções para as mulheres que fogem do padrão “skinny” e assim fortalecendo o caráter identitário da moda. Como consequência, mais autoestima e empoderamento para as nossas mulheres, que muitas vezes vestem o que serve e não o que desejam.

A mais recente norma da ABNT pretende instaurar até dezembro de 2021 a sugestão de inclusão na etiqueta da peça a sua medida em centímetros, com base em dois dos cinco principais biotipos femininos no Brasil: retângulo, que corresponde a 76% das mulheres brasileiras, e colher (8% das brasileiras), segundo pesquisa realizada em 2015. Completam a lista de biotipos o formato ampulheta, o triângulo e o triângulo invertido.

A padronização dos tamanhos também acontece para a moda masculina, com base nos biotipos retângulo, atlético e especial (para gordos) e é promessa de produção e vendas otimizadas. Munido de informações realistas, o consumidor fica mais seguro e compra com mais assertividade, evitando o processo de logística reversa que acontece nas vendas online – uma economia que promete impulsionar ainda mais as lojas virtuais, que já correspondem a fatias consideráveis do faturamento de muitas marcas de moda e seguem com otimista previsão de crescimento para 2022.

Compartilhar:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *