Um espaço pensado para compartilhar conhecimento e assuntos relacionados ao universo têxtil, moda, tendências, tecnologias, novidades e tudo o que envolve o dia a dia de quem produz confeccionados. Informações de mercado, publicações segmentadas, entrevistas e insights que podem ajudar a sua empresa a melhorar ainda mais os seus resultados.

Fashion Trends 2020 – Entre o clássico e o contemporâneo

A importância do bem-estar impulsiona os avanços da Medicina e a preocupação com a saúde será uma pauta forte em 2020, envolvendo questões ligadas à sustentabilidade que fortalecem o consumo consciente e mudanças nos atributos que tornam um produto desejável aos olhos do consumidor: aumento do ciclo de vida das roupas passam de descartáveis para renováveis, com matérias-primas inovadoras e mais duráveis, personalização e apelo vintage transformam itens de vestuário em objetos com propósito, carregados de significado emocional. O nível de amabilidade e desejo despertado por um objeto é proporcional ao tempo que ele deve durar para cumprir sua função. Tecidos e processos naturais serão cada vez mais valorizados.

Na Era do Design Emocional, a Geração Z vai fazer uso do seu potencial de consumo para exigir mudanças políticas e sociais onde as marcas também têm responsabilidade tanto em oferecer produtos relevantes quanto como agente social – fazer o bem deve fazer parte do planejamento de marketing e define o olhar dos consumidores sobre os produtos, o propósito social deve estar entre os valores da empresa. Com o empoderamento das minorias, a cultura africana ganha mais visibilidade e influência sobre novas coleções em estampas, shapes e materiais assim como a criatividade das favelas brasileiras. Imperfeição e singularidade são palavras-chave para o desenvolvimento de produtos, com estranheza de modelagens, estilos e texturas servindo para relembrar da diversidade e imperfeições da condição humana.

Com a humanidade se tornando mais digital, a tecnologia se torna mais humana e unindo-se ao artesanato para produzir texturas que seriam impossíveis de alcançar manualmente e evocam a alma do trabalho manual. Digital e humano não são mais vistas como forças antagônicas, mas sim complementares, assim como a tecnologia e o artesanato. Cada vez mais importa menos o tipo do processo (manual ou mecânico), o que coloca os bordados em evidência para enfeitar peças de todos os segmentos.

As cores da temporada 2020 refletem o desejo de olhar com otimismo para o futuro, com o menta pastel liderando a lista para o design de vanguarda na moda feminina, esportiva, calçadista, infantil masculina e decoração. O azul suave e ensolarado e o violeta cassis são tonalidades essenciais, com a evolução do azul evocando frescor e modernidade tanto quanto a mistura de rosa e roxo que compõe o cassis. Uma versão mais discreta de laranja substitui o tom vibrante que é sucesso no street style atual assim como acontece com o amarelo, que aparece de maneira mais intensa e sóbria remetendo aos tons queimados e terrosos, uma evolução do amarelo açafrão que já está nas vitrines brasileiras e coloca os tons quentes como aposta certeira para a moda da América Latina.

Vincent rosenblatt

A análise da última temporada de desfiles realizada pela WGSN sugere as principais apostas para a moda feminina da próxima temporada: itens básicos da alfaiataria realçam a importância dos detalhes para transitar em mais de uma estação assim como a camisa romântica com gola de amarrar, que permite decote cavado para consumidoras mais ousadas e mangas volumosas em material leve. Peças com mangas bufantes apareceram com frequência maior nas passarelas internacionais.

Shorts elegantes com cintura alta produzidos em jeans ou jacquard são versáteis e podem ser usados tanto de dia quanto à noite, com jaquetas ou blusas que funcionam como conjuntinho. A cintura alta também revigora a calça social, que ganha um ar mais cool com cinto utilitário e tons pastel ou nude. O maxi blazer mantém a influência dos anos 80, também com cinto e cintura marcada em tecidos leves que aceitem estampas para versões mais femininas da peça.

Já os vestidos passeiam por vários estilos, dado destaque à renda branca, com recortes e transparências, para evocar uma atmosfera campestre com cortes em evasê. As rendas também são fundamentais para dar cara nova ao vestido camisola, com efeitos contrastantes de diferentes materiais nos detalhes. A tendência western também se mantém atual especialmente para deixar o estilo boho mais elegante, com patchwork, barras assimétricas e franjas que também adornam jaquetas.

Os vestidos curtos com modelagem mais justa atraem o público feminino mais jovem, com drapeados, brilhos e outros elementos dos anos 80 como estampas chamativas e materiais sintéticos que evocam a atmosfera de festa. Os básicos de malha não escapam da influência esportiva com contraste de cores e materiais que demonstram uma sensualidade casual, combinação perfeita para incluir as mulheres no momento de sucesso do streetwear atual.

Ainda de acordo com a WGSN, a moda feminina aponta dois caminhos no vestuário: itens refinados com tecidos estruturados com referência à alfaiataria e peças mais despojadas que sugerem a feminilidade contemporânea. A busca de equilíbrio na combinação entre o clássico e o moderno é o principal exercício para designers e estilistas que almejam desenvolver produtos que se destaquem na moda da próxima década.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comparar Produtos ()